RSS

Os gêneros literários da Bíblia (II)

18 abr

Para uma compreensão mais acurada dos gêneros literários na Bíblia, faz-se mister considerar três elementos essenciais: conteúdo, forma e contexto vital no qual o texto foi produzido. O conteúdo é o fato ou a mensagem que o autor deseja comunicar. A forma é o recurso literário por ele utilizado – “narrativa histórica”, “poema”, “fábula”, “novela”, “legenda”, “saga” etc. -, para transmitir a mensagem, ou conteúdo. O contexto vital – ou o termo técnico Sitz im Leben, em alemão – refere-se à situação concreta que está por trás do texto: a intenção do autor considerando os destinatários, sua cultura, seu horizonte de compreensão e suas interrogações, enfim, a vida que se esconde na origem do escrito. No longo processo de escrita da Bíblia, cerca de dois milênios, a história do povo de Israel e de toda a humanidade passou por grandes mutações de ordem política, religiosa e social. Da mesma forma, também os gêneros literários da Bíblia sofreram muitas transformações. Ao longo desse processo, muitos gêneros que, em certa época, eram muito apreciados caíram em desuso, dando lugar a novas formas de expressão. De fato, “um gênero literário perece quando perece seu público” (F. Nietzsche). Ora, nos textos da Bíblia, os mesmos temas foram retomados em tempos diversos e com finalidade e meios literários também diversos; “daí que não se pode dizer simplesmente que um escrito pertence basicamente a um só gênero. Pelo contrário, é muito freqüente falar-se de uma pluridimensionalidade de intenções e gêneros literários” (A. Läpple).

O conhecimento do gênero literário é imprescindível para se compreender corretamente a mensagem de um texto. Pode-se afirmar, de modo muito geral, que, na Bíblia, predominam formas literárias muito simples. De acordo com Otto Eissfeldt, pode-se distinguir os seguintes gêneros: Prosa, Gêneros dos provérbios e Cânticos. Exemplo de Prosa são os ditos, as pregações, as preces, os documentos legais e narrativas poéticas e históricas. Os Gêneros dos provérbios compreendem sentenças jurídicas, ditos cultuais, proféticos, sapienciais e de natureza diversa bem como adágios e enigmas. Na Bíblia, os Cânticos são abundantes: hinos, salmos, cantigas de colheita, amor e casamento, cantos fúnebres e satíricos, hinos régios e de vitória, hinos litúrgicos, poesia sapiencial. Entretanto, devem ser consideradas, também, formas particulares de gêneros literários, principalmente quando surgem dificuldades quanto aos dados históricos nas Sagradas Escrituras. Ora, se, no passado, a Bíblia, devido ao desconhecimento dos gêneros literários, foi interpretada “ao pé da letra”, agora, com o avanço das ciências bíblicas, corre-se o risco de não se tomar a sério, as informações históricas, geográficas e os dados escriturísticos. Por isso, os estudiosos da Bíblia recomendam considerar formas de expressão tão comum ao homem bíblico, como os “relatos etiológicos”, o “midrach” e o “simbolismo numérico”, do que falaremos no próximo artigo.

pde lucas 

Anúncios
 
8 Comentários

Publicado por em abril 18, 2008 em Biblia, Estudo Biblico

 

8 Respostas para “Os gêneros literários da Bíblia (II)

  1. Domingos Sávio Eleodoro da Silva

    junho 22, 2008 at 7:16 am

    Boa noite, a paz de Jesus e o amor de Maria.
    Parabéns pelo site e o trabalho de vocês.
    Gostaria de saber os livros da bíblia católica com os seus respectivos gêneros literários, ou onde encontrar esta informação.
    Obrigado pela atenção.
    Sávio.

     
  2. Pe Lucas

    junho 26, 2008 at 12:25 pm

    A Paz! Em breve publicaremos mais informações sobre os livros da Bíblia onde ficará claro como se relacionam com os generos literários. Continue nos acompanhando.

    Que Deus Te abençõe e Te guarde!

     
  3. Dorival Franco de Camargo

    novembro 20, 2008 at 1:45 pm

    Gostaria de obter um ensinamento, pois estou cursando o primeiro ano de teologia e estou fazendo um trabalho sobre gêneros literários.
    Qual era a posição da Igreja sobre os generos literários antes da Dei Verbum?

    Certos da vossa atenção, sou imensamente

    Grato

    Dorival

     
  4. comunidadecatolica

    novembro 21, 2008 at 10:09 am

    Os generos literarios são anterior a Dei Verbum portanto já eram estudados pelos Teologos da Igreja.

     
  5. bolivaralencar

    dezembro 15, 2008 at 9:54 pm

    ola é a primeira vez que entro neste st gostaria de receber mensagens de voces desde ja eu agradeço….

     
  6. Solange

    setembro 11, 2009 at 11:05 pm

    Em que manifestação do sagrado no contexto vital (sitz in leben) estamos inserido?

     
  7. Solange Maria de Oliveira Roxo

    novembro 19, 2011 at 4:54 pm

    Graça e Paz!
    Parabéns pela clareza do texto. Estou pesquisando sobre os gêneros literários “Fábula” e “Parábola” para melhor compreensão do livro que estou lendo com minha comunidade no momento. Trata-se da obra “O Primeiro Natal – O que podemos aprender com o nascimento de Jesus” de Marcus J, Borg & John Dominic Crossan, Ed. Nova Fronteira – 2007. Você poderia me ajudar? Por favor, se possível, faça contato. Obrigada.

     
  8. Wanderson Alvarenga

    junho 1, 2012 at 9:46 pm

    A Paz!
    Parabéns pelo trabalho Pe Lucas.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: