RSS

A mensagem do Pentateuco V

10 jun

“O Verbo” – n° 219 – Edição Especial – Missão Ad Gentes – 1ª quinzena de Fevereiro 2006

A experiência e a reação de Israel ao Exílio lança preciosa luz sobre nossa situação atual no âmbito da fé e da cultura. Vimos que conflitos teológicos dele derivados tocaram profundamente a alma do povo e podem ser considerados determinantes no processo de compilação do Pentateuco. Daí que a força desses escritos se radica, antes de tudo, no fato de terem ajudado Israel a conservar a fé durante sua maior provação e confiar na promessa de Iahweh, mantendo a comunidade unida, quando tudo parecia perdido.

 

Ora, “não temos aqui cidade permanente, mas procuramos a que há de vir”, nos lembra a Carta aos Hebreus (13,14). A Igreja sempre se considerou como “peregrina” neste mundo. Vivemos no Exílio, pois “a Igreja só será consumada na glória celeste…” (Lumen Gentium, 48). Por isso, a leitura do Pentateuco muito ajuda e anima a reafirmar a fé e o compromisso com o Reino, denuncia a idolatria, alimenta a esperança nas promessas de Deus e suscita o desejo de continuar a prática do bem, mesmo em condições adversas.

A mensagem do Pentateuco é, pois, de grande atualidade. Como outrora, constatamos que muitas bases aparentes da fé ruíram. “Tentativas de provar a existência de Deus através de milagres ou de fundamentar a fé numa visão pré-crítica da Escritura apenas mostram quão persuasivo se tornou o silêncio de Deus. Ninguém escapa do Exílio!” (R.W. Klein).

A ciência e a tecnologia tampouco trouxeram mais paz ao mundo: “o gênero humano nunca dispôs de tantas riquezas, possibilidades e poder econômico. No entanto, ainda uma parte considerável da humanidade padece fome e miséria e analfabetismo (…). Assim, o mundo moderno se apresenta ao mesmo tempo poderoso e débil, capaz de realizar o ótimo e o péssimo, porquanto se lhe abre o caminho da liberdade ou da escravidão, do progresso ou do regresso, da fraternidade ou do ódio. Além disso, o homem se torna consciente de que depende dele dirigir retamente as forças por ele despertadas e que o podem oprimir ou lhe servir” (Gaudium et Spes, 208 e 229).

O Pentateuco insiste que o Exílio foi o resultado de vários séculos de busca de “outros deuses”. Por isso, nos auxilia imensamente no combate aos três ídolos que, freqüentemente, tentam nos seduzir e dominar: o TER, o PODER e o PRAZER (Puebla, 491-500). De fato, o Exílio está aqui entre nós! E dentro de nós!

No século VI a.C., o povo percebeu a necessidade de manter sua identidade. Também precisamos reafirmar a nossa: o amor, a solidariedade e a defesa da vida!

Contudo, o Exílio é tempo de esperança. Israel transformou seus problemas em oportunidades teológicas. Também o nosso Exílio pode ser o tempo oportuno para audaciosas afirmações de fé. No Pentateuco, a certeza da presença de Deus tornou-se realmente a boa nova para os exilados. Também temos a mesma garantia: “Eu estarei convosco todos os dias…” (Mt 28,20).

O Exílio para os cristãos é tempo de “vigiar e orar”. Enfim, é o tempo de examinar a nós mesmos, nossa comunidade, nosso país e nossa Igreja, tempo de ver seu estado atual como julgamento. É tempo, pois, de “voltar a Deus” e de amá-lo “de todo o coração, com toda a mente e com toda a alma” (Dt 6,5).

Com este artigo, concluímos a “Introdução geral ao Pentateuco”. Nosso próximo tema: “Introdução ao livro do Gênesis”.

Padre Lucas

 

 

 

 

 

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em junho 10, 2008 em Biblia, Estudo Biblico

 

Uma resposta para “A mensagem do Pentateuco V

  1. RONALD VALENTIM SAMPAIO

    novembro 15, 2008 at 11:07 pm

    PARABÉNS PELAS EXCELENTES REFLEXÕES SOBRE O PENTATEUCO.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: