RSS

A Tradição Sacerdotal (I)

10 jun

“O Verbo” – n° 209 – Edição Especial –Catequetese – 2ª quinzena de Agosto 2005

Com a Tradição Sacerdotal, indicada pela letra “P“, do alemão Priester-kodex, “código sacerdotal”, o Pentateuco, tal como o conhecemos hoje, estará praticamente concluído. Sabemos que esse conjunto de livros se formou ao longo da caminhada do povo de Israel. É fruto, pois, de tradições orais que remontam a Moisés, mas que foram redigidas muitos anos mais tarde, em lugares diferentes e por autores (redatores) também diversos.

Vimos que o início da formação do Pentateuco se deu mediante a redação da Tradição Javista (J) e da Eloísta (E). Mais tarde, com a queda do Reino do Norte, em 722, houve, no Sul, a fusão dessas duas Tradições (J-E). Em seguida, apareceu a primeira redação do Deuteronômio (D), no tempo de Ezequias (716-687). Então, ao núcleo constituído pela fusão J-E, vem se juntar P, perto do fim do Exílio, em 538.

A história sacerdotal só se compreende em relação com o choque produzido pela queda de Jerusalém e pelo Exílio. Ora, em 587 o rei de Babilônia, Nabucodonosor, toma Jerusalém e deporta seus habitantes. Os exilados se viram atirados numa situação nova: seu rei estava preso, o templo destruído e a terra, dom de Deus, ficara para trás. Como manter a fé e a esperança no Deus de Israel, diante dos vencedores babilônios? Entre os exilados, houve quem se desencorajasse e aderisse à religião babilônica. Houve, porém, aqueles que se mantiveram firmes em sua fé e tentaram encontrar no passado de Israel motivações para uma esperança capaz de fortalecê-los. Foi o que fizeram os sacerdotes de Jerusalém exilados em Babilônia, entre os quais Ezequiel. Assim, antes do fim do Exílio (538) foi elaborada a história sacerdotal.

A Tradição Sacerdotal se empenha, pois, em procurar na herança do passado uma resposta para a seguinte pergunta: em que se apoiar para continuar a viver no meio de uma nação estrangeira sem se contaminar com sua religião e com seus ídolos? Daí, a insistência na idéia de pertença a um povo, o que explica a importância das genealogias na história Sacerdotal: trata-se de manter, por meio delas, a identidade de Israel na terra da Babilônia, a fim de evitar a dissolução do povo e permitir a Deus a realização de suas promessas.

A Tradição Sacerdotal procura interpretar o desígnio de Deus, que permite a seu povo uma situação tão adversa. Para tanto, integra a história de Israel à história da humanidade. A releitura da história passada do povo e a meditação nas promessas divinas permitiam pensar que, apesar da catástrofe de 587, a promessa de Iahweh não tinha cessado. O apelo à história patriarcal mostrava que o que se vivia no Exílio não era algo totalmente inédito: Abraão fora estrangeiro em Canaã (Gn 23). Jacó tinha apenas um pedaço de campo (Gn 33,18-22). O próprio cativeiro não é uma situação nova. No passado, os israelitas também foram cativos no Egito (Ex 1,1-5.7.13-14). Enfim, o início da história de Israel foi modesto, mas a promessa de Deus se realizou. Assim, esses poucos exemplos, extraídos das mais antigas tradições do povo, visavam iluminar a vida dos exilados do século VI. No próximo artigo, as características de “P”.

 

Padre Lucas

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em junho 10, 2008 em Biblia, Estudo Biblico

 

3 Respostas para “A Tradição Sacerdotal (I)

  1. Regina Moreno

    fevereiro 14, 2011 at 11:43 pm

    Padre, estou aqui mais uma vez recorrendo às suas explicações ótimas, para conseguir falar um pouco da tradição sacerdotal.
    Obrigada e passe por lá para deixar um recadinho se concorda… Pois, se não concordar retiro todas…
    Um abraço Regina

     
  2. Diomar Santos

    abril 29, 2011 at 12:16 am

    Parabéns! é um escelente textos na qual tem todas as historia das tradiçoes de Isral..

     
  3. ronei brito prefeito nova resende mg

    outubro 4, 2011 at 11:36 am

    gostei de seu artigo sobre a tradiçao sacerdotal, aqui em nova resnde-mg, temos um padre q e exegeta. ele fala da historia d povo de israel nessa linha. parabens pe lucas. chega de padres fundamentalista q não estuda biblia……

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: