RSS

Teologia de Gn 1,1-2,4a (V)

01 set

“O Verbo” – n° 232 – 2ª quinzena de Agosto 2006

No Terceiro dia da criação, temos duas obras: a separação das águas (“mares”) da terra enxuta (“continente”), e a criação da “vegetação”. Comecemos pela primeira: Deus disse: ‘Que as águas que estão sob o céu se reúnam num só lugar e que apareça o continente’, e assim se fez. Deus chamou ao continente ‘terra’ e à massa das águas ‘mares’, e Deus viu que isso era bom (Gn 1,9-10). A água se amontoa numa só “massa” (miqweh), como leram aqui os LXX e como se encontra no v. 10, ao invés de “lugar” (mãqôm), como se encontra no Texto Massorético (hebraico) seguido pela Vulgata (latim). De fato, o texto quer expressar a seguinte idéia: as águas não ocuparão mais toda a superfície, mas terão um lugar próprio e delimitado. Ora, “que a terra tenha já estado lá e não tenha de ser libertada faz parte da descrição do caos e, portanto, da tradição recebida” (R. de Vaux). Dessa forma o conjunto das águas marinhas é considerado uma só massa, por se relacionarem entre si. A terra enxuta emerge das águas como que uma ilha. Após a fórmula de execução, “e assim sucedeu”, os LXX trazem a descrição da execução: As águas que estão sob o céu se amontoaram em suas massas, e apareceu o enxuto.

 

Note-se bem: no v. 10, na imposição do nome, “mar” se acha no plural (yammîm), que alguns exegetas traduzem por “o grande mar”, indicando o Mediterrâneo (Gn 49,13), em contraposição aos “lagos”, chamados também de “mar”, como o de Genezaré, denominado “mar da Galiléia” (Mt 4,18).

 

Nesta terceira obra, falta a fórmula de conclusão, e Deus viu que era…, porque é realizada uma outra obra antes de acabar o terceiro dia, a vegetação: Deus disse: ‘Que a terra verdeje de verdura: ervas que dêem semente e árvores frutíferas que dêem sobre a terra, segundo sua espécie, frutos contendo sua semente’, e assim se fez. A terra produziu verdura: ervas que dão semente segundo sua espécie, árvores que dão, segundo a sua espécie, frutos contendo sua semente, e Deus viu que isso era bom. Houve uma tarde e uma manhã: terceiro dia (Gn 1,11-12).

 

A criação da vegetação é apresentada como efetuada pela terra segundo ordem divina: E Deus disse: Que a terra verdeje (germine) de verdura (…). A terra produziu verdura; mas indica antes o lugar, e não o elemento constitutivo ou a causa eficiente, como se depreende do confronto com o v. 20, onde uma expressão análoga é usada para as águas, que produzem um fervilhar de seres vivos… que, todavia, se afirmam explicitamente criados por Deus: Deus criou as grandes serpentes do mar e todos os seres vivos… (v. 21). A vegetação se subdivide em três categorias: a verdura ou erva dos prados, cuja semente não aparece com toda a evidência; os cereais, tão úteis para a alimentação, e as árvores frutíferas. Assim, o hagiógrafo classifica os vegetais do ponto de vista da alimentação, que é considerada no v. 29: …Isto será vosso alimento.

 

Desse modo, “as plantas só têm para com Deus uma relação indireta, pois nascem da terra, a qual Deus transmitiu o poder de colaborar com Ele na criação. Também os animais, como se verá, estão diretamente dependentes da terra, mas recebem uma bênção especial que os torna fecundos em vista da reprodução. No entanto, o homem, no degrau mais alto desta pirâmide, está colocado imediatamente junto de Deus, e é nele que o mundo, na sua dependência, encontra perfeita intimidade com o mesmo Deus” (Von Rad).

 

Assim, na linguagem de Santo Tomás de Aquino, fica concluída a série das “quatro obras” que indicam o opus distinctionis, a “criação dos espaços”.

 

Padre Lucas

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 1, 2008 em Biblia, Estudo Biblico, genesis

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: